Psicologia e esporte: parceria que gera frutos


Trabalho desenvolvido por estudantes do curso de psicologia se estende em três categorias do time UniBH Rugby: masculino, feminino e juvenil

O professor Júlio Fernandes e os estudantes do oitavo período de psicologia Ítalo Ferreira, Rosana Márcia e Débora Dias desenvolveram, como parte de um projeto de extensão,  com o objetivo de a  prestar assistência aos atletas do UniBH Rugby.

Por meio do método de conversação tanto em grupo, quanto coletivo, o presente trabalho foi direcionado, inicialmente, aos atletas do time principal do UniBH Rubgy.

Satisfeitos com o resultado obtido na parceria, o trabalhou estendeu-se para o time feminino e, também, a equipe juvenil com atletas entre 12 e 16 anos – período de transição importante para o desenvolvimento do adolescente.

Visando auxiliar no rendimento dos atletas, a equipe Rugby trabalhou sob a perspectiva do coletivo e, em casos específicos, sob a posição individual, bem como as concepções e escolhas a serem tomadas em determinados momentos do jogo.

O trabalho psicológico também leva em consideração outros fatores, pois os atletas precisam aprender a submeter-se às regras do jogo e às exigências de concentração, a lidar com a frustração das derrotas e, ainda, a ter autoconhecimento para identificar seu próprio limite.

Embora o auxílio da equipe Rugby seja destinado a questões esportivas, em relação ao time juvenil, principalmente, o trabalho oferece oportunidade de reflexão sobre a própria vida.

Com presença confirmada no Circuito Acadêmico, a equipe Rugby irá disponibilizar uma síntese de todas as atividades aplicadas junto aos atletas do UniBH Rugby, bem como os resultados obtidos a partir do projeto de extensão.

 

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *